top of page

Duas fábricas são interditadas por produção clandestina de licor


Foto: MAPA, divulgação

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) tem estado atento a situações irregulares, e apreensões e interdições têm sido frequentes na área de produção de alimentos. Nesta semana, duas empresas de Cachoeira, na Bahia, foram interditadas por produção clandestina de licor.


A nota do Mapa informa que havia “infraestruturas inadequadas, bebidas fora dos padrões de identidades e qualidade, rotulagem em desconformidade com as normas estabelecidas e uso de matérias-primas sem procedência”. As duas empresas foram autuadas, e a operação aconteceu após serem encontradas irregularidades nos licores.


Conforme o Ministério, de 10 amostras analisadas, seis acusavam pelo menos um tipo de não conformidade com os padrões de qualidade estabelecidos para os produtos. Um dos exemplos é a concentração de metanol acima dos limites permitidos. O composto é tóxico e pode causar danos à saúde humana.


Não gostaríamos de publicar aqui notícias como essa com tanta frequência, mas temos consciência do nosso papel de reforçar a importância de estar comprometido com a segurança de alimentos. A partir disso, se evita problemas para a reputação da empresa, multas, prejuízos e, o principal, danos à saúde dos consumidores.


Há 19 anos, a POLETTO presta consultoria a empresas nos segmentos de segurança de alimentos e gestão. Com o nosso apoio, é possível minimizar riscos e trabalhar pelo desenvolvimento sólido e sustentável do negócio sem abrir mão da segurança. Fale conosco!

34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page