top of page

Morte na BRF e a ISO 45001: como está a segurança no seu negócio?


Acidentes acontecem, sabemos disso, mas há duas situações relacionadas a eles que estão no nosso controle: apostar ao máximo na prevenção e tirar aprendizado quando há problemas. Mesmo que esse contratempo não seja conosco. Essa introdução é para reforçar que o vazamento de amônia na BRF em Rio Verde (GO) que deixou uma pessoa morta e diversas feridas é, sim, assunto seu. Agora, é a hora de olhar para o seu sistema de segurança e dar mais uma revisada se está tudo em dia, afinal, a prevenção é nossa responsabilidade.

A BRF rapidamente atuou para acionar e colaborar com o Corpo de Bombeiros e está acompanhando o estado de saúde dos feridos. A matéria completa está neste link e, assim que a viu, a Melissa Poletto, engenheira de alimentos e fundadora da POLETTO, lembrou da ISO 45001:2018 - Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional. Você está certificado nessa norma? Em que baseia a segurança e os cuidados com a saúde dos seus colaboradores? “Sabemos que há legislações para tudo e que não é obrigatório que todas as empresas sejam certificadas em normas ISO, porém, quem opta por se certificar levanta a régua de exigência no assunto a que essa norma se refere. Não é diferente nesse caso”, explica Melissa.

A ISO 45001:2018 criou um novo padrão para a segurança e a saúde ocupacional, elevando os cuidados. Criada com o objetivo de reduzir doenças e lesões no ambiente de trabalho, a norma internacional pode ser aplicada em empresas de todos os tamanhos e setores econômicos e oferece uma ampla lista de processos focados em melhorar a segurança do trabalho. A necessidade do documento é inegável quando, no ano anterior à sua publicação, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) havia divulgado o alarmante número de 2,78 milhões de acidentes de trabalhos mortais a cada ano no planeta. Para ficar mais fácil de visualizar: o dado equivale a 7.700 mortes por dia.

Neste domingo, uma pessoa daquela unidade da BRF entrou para a estatística. Fale conosco para saber mais sobre essa norma e invista na prevenção. O capital humano é valioso, indispensável e merece o maior zelo possível em todas as organizações.

22 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page