top of page

Você sabe o que são as certificações Kosher e Halal?



Os mercados Halal e Kosher representam uma grande força econômica para o setor alimentício, visto que há 1,8 bilhões de muçulmanos e, aproximadamente, 15 milhões de judeus vivendo em todo o mundo. Para a comercialização de produtos alimentícios com as certificações Halal e Kosher, é necessário comprovar a origem dos produtos, garantindo a segurança dos alimentos e o respeito às Leis Islâmicas e Judaicas.


KOSHER

Alimentos Kosher são destinados a judeus e referem-se àquilo que está apropriado ao consumo, dentro de uma série de requisitos da lei judaica.


Alguns exemplos de restrições no estilo alimentar Kosher são:

- consumo de carne de porco e coelho;

- consumo de peixes sem escamas e nadadeira dorsal, como bagre, pintado e cação;

- consumo de frutos do mar e moluscos, carne de aves selvagens, répteis em geral, insetos, anfíbios e roedores, além de outros seres que rastejem pelo seu ventre.

Para que possam se alimentar de produtos com confiança, seguramente elaborados e de acordo com as diretrizes da alimentação Kosher, os produtos possuem um “Certificado Kosher”, mundialmente reconhecido e evidenciado através de um selo na embalagem.

O Certificado Kosher é um documento emitido para atestar que o processo industrial de determinada empresa, em determinada linha de produção, obedece as normas específicas da dieta judaica ortodoxa. A principal regra do estilo alimentar Kosher está em não se misturar em uma mesma refeição produtos à base de carne e de leite, assim como seus derivados. Para que isso seja real, mesmo as louças e os utensílios necessários à preparação e ao consumo dos alimentos são separados um do outro.

Após a avaliação documental, é realizada a visita de um rabino ortodoxo na planta de produção para a obtenção do certificado Kosher.


HALAL

O conceito Halal significa “lícito”, também traduzido como “permitido”. Nesse caso, os alimentos precisam ser processados sob orientação da lei islâmica. Para obter o selo Halal, os requisitos são maiores, principalmente quando o assunto é proteína animal. Além da atenção à contaminação com produtos de origem suína e álcool, as plantas industriais que realizam o abate, por exemplo, precisam estar voltadas para Meca.

Para a produção de produtos Halal, as empresas devem seguir alguns requisitos, como:

- utilizar matérias-primas, insumos e auxiliares de processo garantidos diante dos requisitos Halal, ou seja, 100% lícitos;

- fabricar alimentos, produtos ou fornecer serviços que não afetam a saúde humana;

- possuir sistema de gestão da qualidade devidamente implantado, reconhecido e seguro, como por exemplo os que contam com as boas práticas de fabricação (BPF) e APPCC (quando aplicável);

- zelar pelo bem-estar animal, quando relacionadas ao setor de pecuária ou proteína animal;

possuir um sistema de rastreabilidade completo, seguro e reproduzível, que permiota avaliar todo o fluxo Halal;

- manejar de forma equilibrada o solo e demais recursos naturais;

- não utilizar mão de obra escrava e infantil;

- transferir informações com transparência;

- praticar uma conduta comercial correta e justa em suas negociações;

- destinar parte de seus lucros a benefícios sociais e ao meio ambiente (empresa cidadã);

- utilizar e respeitar os níveis de agrotóxicos determinados pela legislação;

- abater os animais com humanismo e respeito, seguindo a Sharia.

A POLETTO tem a expertise necessária para ajudar você a conquistar essas certificações e ampliar o seu mercado. Fale conosco!

1.281 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page