• Equipe Poletto

Danos à saúde, morte e fraude


Post de 13/01/2020


Começamos a semana repercutindo duas notícias ruins para o mercado de alimentos.

O primeiro caso aconteceu em Minas Gerais. A Polícia Civil daquele Estado está investigando casos de uma doença desconhecida que causou a morte de um homem em Juiz de Fora e provocou a internação de outros sete na capital, Belo Horizonte. Já existe laudo confirmando que a substância tóxica dietilenoglicol foi encontrada em amostras da cerveja Belorizontina, consumida pelos pacientes. A bebida é fabricada pela Cervejaria Becker. As amostras foram recolhidas nas casas dos doentes e pertencem aos lotes L1 1348 e L2 1348.

A cervejaria foi interditada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e as investigações continuam. A substância dietilenoglicol é usada na refrigeração em serpentinas e provocou síndromes renais em quem consumiu aqueles lotes da bebida. A previsão da Polícia Civil de Minas Gerais é ter o inquérito concluído em 30 dias.

Já no Estado de São Paulo, a Polícia Militar fechou dois galpões que produziam bebidas alcoólicas de forma ilegal, um em Campinas e o outro em Sumaré. Mais de dois mil litros de vodca, uísque e gin falsificados foram apreendidos, além de três mil garrafas, e seis pessoas foram presas. A falsificação incluía pelo menos cinco marcas de bebida.

Essas notícias aumentam a desconfiança do consumidor e, como já falamos aqui no blog, você precisa estar o tempo todo qualificando-se e informando ao mercado que está qualificado. Para ganhar a confiança do seu cliente, ter certificações é fundamental. E nós podemos ajudá-lo a estar de acordo com todas as normas. Ser certificado, atualmente, é uma das principais vitrines. Existe muito conhecimento sobre segurança de alimentos, e a POLETTO está apta a lhe ajudar! Contate-nos e vamos, juntos, lutar contra esse tipo de notícia!

0 visualização

© POLETTO SOLUÇÕES EM GESTÃO

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook
  • Instagram